CONFIRA NOSSAS NOVIDADES NO BLOG!


O que é Liderança Situacional e como aplicá-la na empresa?

Em uma empresa, para que as metas sejam preestabelecidas com eficácia, que as estratégias de divulgação sejam bem definidas e que os colaboradores estejam engajados e caminhando juntos para resultados mais satisfatórios, é preciso que os gestores estejam alinhados com os seus profissionais. Além disso, aquele líder que consegue se adaptar às mais diversas situações e perfis de colaboradores tende a se destacar, além de permitir que esse seja um diferencial competitivo para a organização.

É justamente nesse contexto que surge o conceito de Liderança Situacional. Você já ouviu falar sobre ele e sabe como aplicá-lo em uma empresa? Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você entenda um pouco mais sobre o assunto. Confira!

Saiba o que é Liderança Situacional

Como o próprio nome já diz, Liderança Situacional é aquela em que o profissional  consegue se modificar de acordo com a situação, além de se adaptar às principais demandas exigidas em determinado momento.

Esse conceito foi elaborado pelos autores Paul Hersey e Ken Blanchard que, em outras palavras, sugeriram que não existe um tipo de liderança correta ou melhor do que o outra — vai depender dos subordinados e das atitudes a serem tomadas para resolver e gerir de modo eficiente.

Esse estilo de liderança também afirma que o profissional não pode confiar apenas em uma maneira de gerenciar a sua equipe. É preciso observar a natureza da ação, entender como é o grupo, qual é a situação-problema e, a partir disso, elaborar as melhores estratégias para chegar a um resultado que seja positivo para a organização.

Conheça as principais vantagens da Liderança Situacional

Agora que você já entende sobre o conceito de Liderança Situacional, chegou o momento de conhecer as principais vantagens que ela traz para a empresa e para a equipe como um todo.

Aumento da visão estratégica

O primeiro benefício a ser destacado está no aumento da visão estratégica. Vamos entender o por que, pegando como base uma gestão que tem um modelo já preestabelecido. Esse modelo tende a ter demandas mais direcionadas e o modo de agir de seus colaboradores será de acordo com o esperado, certo? Na Situacional, exige-se que o líder pense em estratégias diferentes a cada demanda, uma vez que é preciso se adaptar constantemente para a resolução e para as ações cotidianas.

Assim, o gestor terá a ciência do comportamento de cada membro de sua equipe, de suas principais habilidades e de como ele contribuirá para o crescimento do negócio. Essa questão influencia diretamente no aumento da visão estratégica de uma organização.

Colaboradores mais motivados e engajados

Cada colaborador reage de maneira diferenciada às suas tarefas, aos feedbacks recebidos e a sua própria função no dia a dia da empresa. Caso todos recebam um tratamento igual em relação às suas demandas e às resoluções de problemas, a motivação tende a cair, já que nem sempre o passo pré-determinado é o ideal para aquele momento.

Como uma Liderança Situacional tende a se adaptar de acordo com a necessidade, os profissionais ficarão mais engajados e dispostos a enfrentarem os desafios comuns do dia a dia corporativo. Além disso, aquele funcionário que em primeiro momento tem uma competência que pareça aquém do restante da equipe, tem a oportunidade de desenvolver as principais habilidades que trarão retorno para a empresa — a partir das próprias orientações do líder.

Cotidiano mais flexibilizado

Por fim, o cotidiano de trabalho será mais flexibilizado. Ao surgir determinado problema que exige que a equipe haja de acordo com as suas especificidades, o líder agirá tomando como base a origem daquele conflito. A partir disso, todos terão oportunidades de analisar as diversas alternativas a partir da própria avaliação do colaborador, que conhece bem a rotina de trabalho.

Sendo assim, a comunicação entre os colaboradores e seus gestores também terá seus ganhos, pois essa estratégia permite que todos os objetivos sejam bem definidos, além de trazer uma visão mais estratégica para a tomada de decisões.

Como implementar a Liderança Situacional na empresa?

Ofereça treinamentos

Assim como em qualquer outro tipo de estratégia a ser adotada pela sua empresa, antes de mais nada é preciso que os colaboradores estejam por dentro dessa nova proposta e saibam como vai funcionar a Liderança Situacional.

Inicialmente, entenda qual é o perfil atual de gestão do seu negócio, saiba como os profissionais de cargos mais altos agem de acordo com as demandas, além de buscar entender como agir nos mais variados contextos para implementar esse novo modelo. Assim, é possível oferecer treinamentos tomando como base as necessidades dos gestores e as principais dificuldades encontradas por eles para essas modificações.

Oriente bem os gestores

É essencial orientar os gestores para conhecerem os perfis comportamentais de cada funcionário para saberem como utilizar os pontos fortes daquelas pessoas a favor do negócio. Assim, será mais fácil conduzir as equipes para identificar as principais oportunidades, e os feedbacks terão mais exatidão.

Essa estratégia ajuda com que a liderança não seja centralizada, de modo que todo profissional entenda qual é o seu papel dentro daquele contexto e possa agir nas mais variadas situações, propondo soluções que tragam um retorno efetivo.

Transpareça a missão, visão e valores

Outro ponto a ser destacado é a necessidade de tornar-se público alguns pontos importantes da organização, como a missão, a visão e os valores, fazendo com que todos os colaboradores entendam o que significa e como as suas funções podem desempenhar um papel importante para que elas sejam seguidas.

Ter uma comunicação diversificada e contar com boas ferramentas de gestão é outro passo que permite que a Liderança Situacional seja aplicada em seu negócio, permitindo que a equipe possa usufruir de todos os benefícios já apresentados.

Neste conteúdo, você pôde entender o que significa Liderança Situacional, ficou por dentro dos seus principais benefícios para a organização, além de dicas práticas de como aplicá-la no negócio.

As estratégias de vendas e as metas preestabelecidas são fundamentais para o sucesso da empresa. No entanto, é preciso que a liderança seja participativa junto aos colaboradores, engajando-os para propor soluções e aproveitando da melhor maneira as suas capacidades dentro das funções.

O que achou deste conteúdo? Acha que ele pode ser útil para o seu grupo de amigos? Compartilhe esses conhecimentos em suas redes sociais!

Quer se qualificar e ser um SER HUMANO MELHOR?
Faça parte da nossa lista VIP de e-mails

Faça seu cadastro